Pesquisar neste blog

quarta-feira, 15 de agosto de 2012

Defesa espiritual


No artigo anterior abordamos a questão do “falar com Deus”, mas e se precisamos do contrário, ou seja, fugir do diabo?
Bom, já vimos aqui que não existe um ser contrário a Deus, se assim fosse Deus não seria então Onipotente, Onipresente e Onisciente e, além disso, haveria dois Deus. Não é mesmo?
Mas considerando as energias ou seres de baixa vibração ou nível de consciência. Algumas pessoas podem orar para os anjos e seres de elevadas hierarquias espirituais com este intuito, buscando proteção. O “anjo” mais procurado para estes assuntos é o Arcanjo Miguel, aquele que tem uma espada flamígera (de fogo) e que guarda a entrada do Paraíso.
Miguel ou Michael é o anjo relacionado com o planeta Sol, que por sua vez é o astro do amor, da saúde, do sucesso, da realização, do êxito, do destaque.
É claro que podemos buscar fora de nós uma proteção, mas este é um procedimento temporário, passageiro e arriscado. O ideal é que busquemos dentro de nós mesmos a proteção necessária. E, então, onde e como procurar esta proteção?
Bem, é só seguirmos o caminho da simbologia astrológica e divina. Ou seja, buscar em nós e em nossa vida significantes solares. Não é sabido que a luz afasta ou mesmo vence as trevas? Então, a luz vem do Sol! Da mesma forma, o amor é a maior força que existe no universo, contra ele nada nem ninguém pode. Outros significantes solares são a justiça, a verdade, a lealdade, a gentileza e a magnanimidade. Ou seja, comportamentos positivos, sentimentos elevados e pensamentos que acompanhem estas posturas compõem um verdadeiro escudo contra tudo e todos que possam nos afetar negativamente.
O mal ou pessoas maldosas sempre haverão de existir, mas se nós somos ou não afetados por eles é uma questão pessoal nossa. Somente podemos sofrer suas ações se existirem brechas em nosso universo psíquico para que possam entrar em nossas almas. Assim, devemos “fechar as portas” para a maldade. De que forma? Ora, procurando se ocupar de assuntos e atividades positivas, elevadas, nobres. Isso fortalecerá nossa tolerância facilitando que não nos afetemos com a injustiça, com a deslealdade ou o erro alheio. Por outro lado, irradiando energias positivas tendemos a nos “sintonizar” com coisas e pessoas também positivas. O contrário também é verdadeiro.
Ou seja, não é assistindo aqueles programas de televisão que só falam de violência, maldades, injustiças, acidentes ou coisas do gênero que estaremos garantindo nossa proteção espiritual. Pelo contrário, estamos atraindo para nós este mesmo tipo de coisa.
É claro que ninguém é perfeito e que oscilamos diariamente o nível de nossa consciência. Desta forma, em alguns momentos do dia podemos estar mais abertos às falhas do que em outros. Mas, podemos nos preparar para “”enfrentar” situações, pessoas ou locais mais críticos. Assim não seremos pegos de surpresa. O pior de uma situação nefasta talvez não seja só ela em si, mas sim suas consequências, suas repercussões. Porque na hora a pessoa geralmente age emocionalmente, mas depois o impulso emocional já passou e ela então vai pensar e chegar à conclusão que fez coisa errada, deixou-se levar por instintos primitivos ou emoções egoístas.
Talvez a mensagem mais importante sobre proteção espiritual seja: procure não depender de terceiros para sua proteção, seja um representante de Deus, seja um talismã, seja uma oração ou mesmo um ser espiritual. Assuma a responsabilidade de você mesmo irradiar luz e assim afastar de si as trevas. Não seja um “pedinte” espiritual que fica implorando uma ajuda divina. Dirija-se a Deus e aos anjos para agradecer sua vida, sua saúde, seu emprego, suas amizades, sua família. Agradeça a Deus o milagre da sua vida e não peça para que o aliviem de suas mazelas. Deus lhe deu a vida e agora, o que você fará dela?
Como um bom Pai, Deus não nos dá o peixe, mas nos ensina a pescar.
Vale lembrar aquele ditado popular muito válido e aplicável para esta reflexão:
Eu pedi Força...e Deus me deu Dificuldades para me fazer forte.
Eu pedi Sabedoria...e Deus me deu Problemas para resolver.
Eu pedi Prosperidade...e Deus me deu Cérebro e Músculos para trabalhar.
Eu pedi Coragem... e Deus me deu Perigo para superar.
Eu pedi Amor... e Deus me deu pessoas com Problemas para ajudar.
Eu pedi Favores... e Deus me deu Oportunidades.
Eu não recebi nada do que pedi... Mas eu recebi tudo de que precisava.
Postar um comentário