Pesquisar neste blog

domingo, 3 de abril de 2016

O Mapa Astral e a Obesidade

O Mapa Astral e a Obesidade - I



Visando contribuir com pesquisas e estudos astrológicos, compartilhamos abaixo algumas ponderações sobre a questão da obesidade. Nossas sugestões são o resumo de décadas de estudo, avaliação e comprovações no atendimento astrológico. Apesar disso não é o resultado de um estudo específico focado na questão e, portanto, serve como um ensaio preliminar para posteriores pesquisas.

Esperamos sinceramente que esta nossa sugestão possa contribuir com o diagnóstico da obesidade. Uma vez bem realizado o diagnóstico aí então podemos nos debruçar sobre a questão do tratamento alternativo com base nos conhecimentos astrológicos.

OBESIDADE
A obesidade hoje é considerara praticamente uma epidemia no planeta.
Há quem afirme que ela esteja relacionada com uma enzima e outros que esteja relacionada à uma bactéria. O fato é que existem pessoas mais e outras menos propensas a desenvolver a obesidade.

ÁGUA OU GORDURA?
Durante a prática astrológica observamos que a obesidade tem duas e distintas formas ou razões: por acúmulo de água e por acúmulo de gordura.
O acúmulo de água tem por planeta central a Lua.
O acúmulo de gordura, por sua vez, tem como planeta central Vênus.


POSICIONAMENTO DE LUA E VÊNUS
É claro que os signos onde se encontram estes planetas são determinantes em termos de desenvolvimento ou não destes acúmulos.
Assim, os signos de ar e de fogo tendem a não contribuir para o desenvolvimento da obesidade.
Já alguns signos contribuem efetivamente para o acúmulo de água ou gordura. Destacam-se aí os signos de Touro, Câncer e Sagitário.

Obviamente a posição de Lua e Vênus na Casa I contribui sobre maneira para a tendência à obesidade, mas também o são as Casas Fixas (2, 5, 8 e 11), Casa IX e Casa XII.



O FATOR JÚPITER
Quanto à obesidade, deve-se também considerar com muita atenção e cuidado o planeta Júpiter, visto que é o grande dispositor da Diabetes. Sabe-se que quando direto, aspectando Lua e Vênus (em harmonia ou desarmonia) se mostra um poderoso indicador de tendência para a obesidade. Mas, além disso, ele por si só pode também ser um grande fator de aumento de peso, principalmente se em desarmonia com Saturno.
A retrogradação de Saturno (principalmente em desarmonia com Lua ou Vênus) também “funciona” como Júpiter se tornando um fator de tendência para a obesidade.

OS COMPENSADORES
Outro fator a se considerar é o equilíbrio ou compensação que a secura de Saturno pode realizar sobre a humidade da Lua e que a combustão de Marte pode exercer na acomodação de Vênus. Por si só, Saturno e Marte retrógrados resultam como que Lua e Vênus no Mapa Astral.

DISPOSITOR DA CASA I
Talvez seja conveniente considerar também o planeta dispositor da Casa I, sua retrogradação, posição em termos de signos (de água ou fogo), aspectação com Júpiter, Saturno, Marte, Lua e Vênus.

O FATOR TEMPO
Observa-se que a despeito das tendências astrológicas, elas em si sofrem uma importante influência do tempo de vida e etapa etária em que a pessoa se encontra. Ou seja, uma pessoa com pequena tendência para a obesidade pode não apresentá-la durante a infância ou mesmo adolescência e somente na idade adulta por força da ação dos hormônios, estímulos e atividades.

FÓRMULA PROBABILÍSTICA
Talvez seja possível desenvolver uma fórmula simples considerando-se “pesos” de importância sobre indicadores pró e contra à obesidade e assim ponderar-se o “quanto”.
Ou seja, deve-se considerar sempre os cinco planetas: Lua, Vênus, Saturno, Marte e Júpiter.

Por exemplo, pode-se propor os seguintes pesos:

Lua ou Vênus na Casa I = +2
Ascendente, Lua ou Vênus em signo de Água = +2
Ascendente, Lua ou Vênus em signo de Ar ou Terra = - 1
Ascendente, Lua ou Vênus em signo de Fogo (exceto Sagitário) = -2
Ascendente, Lua ou Vênus em Sagitário = +2
Lua ou Vênus na Casa IX = +2
Lua ou Vênus na Casa XII = +2
Lua ou Vênus em Casa Fixa = +1
Saturno ou Marte (diretos) na Casa I = -2
Júpiter direto em desarmonia com Ascendente, Lua ou Vênus = +2
Júpiter retrógrado aspectando Ascendente, Lua ou Vênus = +1
Saturno ou Marte em harmonia com Ascendente, Lua ou Vênus = -1
Saturno retrógrado em desarmonia com Lua ou Vênus = +2
Saturno ou Marte retrógrados = +1

PONTUAÇÃO
Talvez seja conveniente informar que uma faixa de pontuação positiva desta “fórmula” sugerida a pessoa parte de uma tendência para até o sobre-peso e a partir de um determinado nível de pontuação seja obesidade até um outro patamar que chegue à obesidade mórbida.

Salientamos que estes números são apenas sugestões iniciais para um possível cálculo probabilístico e que não se trata de algo que já tenhamos feito e comprovado anteriormente. Eles surgem como esforço intelectual resultado da busca ou tentativa em se equacionar e quantificar a tendência à obesidade indicada em um Mapa Astral. Ou seja, o conceito da “fórmula” em si e seus números ou mesmo variáveis são total e absolutamente passíveis de receber contribuições, correções e adaptações para melhor refletir uma avaliação objetiva de tendência astrológica para a obesidade.


Esperamos que de fato estas informações possam colaborar com a Astrologia e as pessoas em geral.
Postar um comentário